“UMA GUERREIRA QUE NÃO FOGE A LUTA”
Publicado em 29/08/2017

VAMOS mudar para construirmos o futuro do Brasil com as nossas próprias mãos!

Lançamento Nacional do Ciclo de Debates

Creditos: Luiza Erundina

VAMOS MUDAR

Vamos mudar para construirmos o futuro do Brasil com as nossas próprias mãos!

26/08 – Lançamento Nacional do Ciclo de Debates

“Vamos! Sem medo de mudar o Brasil!”

 

 

1. Saudar a Frente Povo Sem Medo pela importante e necessária iniciativa “Vamos! Sem medo de mudar o Brasil!”

 

2. É significativo que o ato de Lançamento Nacional do Ciclo de Debates se dê em São Paulo – Capital, não só por ser a maior cidade do Brasil e a terceira maior cidade do mundo, mas, sobretudo, porque o Estado e o Município de São Paulo são a expressão concreta do retrocesso nacional.

Os governos do PSDB comandam o Estado por mais de vinte anos e servem de laboratório das políticas neoliberais adotadas hoje pelo governo ilegítimo de Michel Temer. E os tucanos de São Paulo estão entre os principais parteiros do golpe parlamentar que afastou a primeira mulher Presidente da República, eleita democraticamente, sem a devida comprovação de que tenha cometido crime de responsabilidade, como exige a Constituição Federal de 1988.

Além disso, são os tucanos emplumados que fornecem oxigênio para a sobrevida de um presidente comprovadamente corrupto, tendo cometido crimes comuns no exercício do cargo máximo da República, a Presidência.

Acrescente-se a isso o fato de a Capital paulista ser (des)governada, há menos de um ano, por um neotucano, e que já causou mais estragos à cidade e danos à vida do seu povo, tanto quanto os governos anteriores da sua linhagem político-partidária, ou seja, governaram sempre em conluio com os partidos de direita e a serviço dos interesses das elites.

Que o simbolismo da escolha do Largo da Batata, palco de grandes manifestações populares pelo “Fora Temer” e por “Diretas Já”, sirva de inspiração e estímulo aos “Ciclos de Debates” já programados para outras capitais de Estados e em algumas de suas cidades do interior.

 

3. Anima-nos, sobremaneira, os temas que serão debatidos neste e em outros círculos e que constituem os 5 eixos organizadores do processo de discussão e de construção de uma Agenda para o país, e possivelmente, alicerce que sustentará um Programa para Mudar o Brasil.

 

4.Tão igualmente inspiradores a estratégia e o método adotados, pelo seu potencial conscientizador, organizador e mobilizador, constituindo-se em prenúncio de sucesso da iniciativa que, além de nos lançar no processo de “construção do futuro do Brasil com as nossas próprias mãos”, oferece a oportunidade e a possibilidade real de acúmulo de forças políticas necessárias para concretizar-se o “FORA TEMER” e conquistarmos “ELEIÇÕES DIRETAS JÁ”.

 

5. Despejar Temer e eleger democraticamente alguém para governar o Brasil é um imperativo inadiável, que não dá para esperar as eleições de 2018, pois, até lá, não haverá mais um país soberano, visto que, o patrimônio nacional, construído a duras penas pelo povo brasileiro ao longo de sua penosa história de lutas e de conquista de direitos, terá sido vendido na “bacia das almas” ao grande capital nacional e internacional.

 

6.Não temos mais tempo a perder. Ou agora, ou quem sabe quando? Não nos esqueçamos das dolorosas experiências de golpes e de intervenções violentas contra a democracia e o Estado Democrático de Direito no Brasil.

Desta vez não! Não permitiremos mais retrocessos e resistiremos à perda  de direitos do nosso povo! Chegou a hora de declararmos, em alto e bom som, BASTA!!!

 

7. Recentes pesquisas demostram que 95% dos brasileiros(as) rejeitam Temer e seu ilegítimo, desastrado e corrupto governo.

Que governo, pretensamente democrático, de qualquer país do mundo, se sustentaria com quase 100% de reprovação?

É algo inusitado na história mundial da democracia.

O fato é que o governo Temer conta com o apoio do Congresso Nacional, cuja maioria se vende ao governo por bilhões de reais, através da liberação de emendas parlamentares; e milhares de cargos públicos no aparelho do Estado. Portanto, votos comprados com os escassos recursos orçamentários consignados para a saúde, a educação, a assistência social, a habitação e tantas outras políticas públicas de real interesse dos mais vulneráveis da população.

E o que é ainda mais revoltante é que os investimentos nessas áreas estarão congelados por longos vinte anos, conforme Medida Constitucional, editada por um governo sem voto popular, e aprovada por um Congresso corrupto, constituído por centenas de parlamentares investigados pela Lava Jato, pelo Ministério Público e pela Justiça, e que funciona de costas para a sociedade e contra os interesses dos que eles deveriam representar.

 

8. Isso demonstra que não basta expulsar o Temer, visto que será substituído pelo Presidente da Câmara – Deputado Rodrigo Maia – DEM/RJ, também denunciado pelo Ministério Público Federal e investigado pela Lava Jato; é comprometido com a política de ajuste fiscal do atual governo. Ao contrário, um eventual governo Rodrigo Maia, eleito em eleições indiretas, sem a menor dúvida, dará prosseguimento ao mesmo programa; provavelmente até com mais eficácia, porque contará com uma base congressual mais estável e fiel a um eventual governo seu. Será, como se diz, trocar seis por meio dúzia, ou seja, ficará tudo no mesmo.

 

9. Não há outra solução, senão o “Fora Temer” e “Eleições Direitas Já”. Porém, só com grande mobilização popular e forte pressão política sobre o Congresso Nacional se conseguirá mudar a situação atual e retomar o controle dos destinos do país, pela sociedade civil organizada e determinada a tomar em suas mãos soberanas a mudança radical dos rumos da política brasileira e o processo de construção imediata do futuro do Brasil, no sentido de recuperar sua soberania, retomar o processo de consolidação da democracia, e promover seu desenvolvimento sustentável, de modo a garantir o pleno exercício da cidadania para todas e todos os brasileiros.

 

10. Por tudo isso é que celebramos, com enorme esperança e entusiasmo o lançamento, na tarde de hoje, neste Largo da Batata, em São Paulo, do passo inicial de uma caminhada que, esperamos, não seja muito longa para que nós, brasileiros(as), reconquistemos nossos direitos, retomemos a soberania do voto popular, e voltemos a ter paz e tranquilidade.

 

11. Estaremos todos empenhados nessa empreitada histórica, resgatando os laços com as memoráveis jornadas de junho de 2013, para que a juventude e o povo brasileiro como um todo voltem a acreditar na política e a encantar-se ou reencantar-se com a verdadeira política, ferramenta imprescindível à construção do bem-comum e a felicidade de todos.

Contem, pois, conosco como ativistas desta e de todas as outras causas que se identificam e alimentam nossa utopia socialista.

FORA TEMER! DIRETAS JÁ!

 

Luiza Erundina de Sousa

Deputada Federal - PSOL